Artigos

As Energias Cromáticas no Tour de France

Posted on

O Tour de France é a principal e mais tradicional prova no ciclismo de estrada. Está na sua 105ª edição, sobreviveu às guerras mundiais, consagrou e derrubou grandes atletas. Entre montanhas e sprints, alimenta os sonhos de quem pedala e assiste. Para identificar os melhores atletas em distintas classificações, o Tour dá a eles camisetas com vistosas cores, que refletem bem seus respectivos papéis e a energia que elas possuem. Vamos conhecer essas camisas por esta perspectiva.

Camisa Amarela – É a principal malha, usada pelo líder da classificação geral, o que termina em menor tempo. Originada pelo patrocínio de um antigo jornal, ela cromaticamente é áurea, representa a excelência e a liderança de um campeão.

Camisa Verde – Concedida ao ciclista mais regular no sistema de pontos, sejam nas chegadas ou em sprints intermediários. É normalmente vestida pelos atletas mais fortes fisicamente, os velocistas e o verde representa fielmente essa energia da potência, da força.

Camisa Branca com Bolinhas Vermelhas – O ciclista que melhor escala e conquista pontos nas montanhas leva a malha mais chamativa e que tem a maior simpatia entre os fãs. Para ser um especialista em pedalar nas subidas, é necessário um extremo controle, dosagens pontuais de energia e os pontilhados em vermelho, uma cor quente sobre o branco, que é neutro, ilustram perfeitamente o conceito desta peça.

Camisa Branca – Assim como a amarela, a camisa branca é passada ao ciclista que possui menor tempo, contudo é para os jovens, atletas de até 25 anos. Nada melhor que o branco para representar a energia alva, cheia de juventude, com vontade de crescer e virar uma lenda no circuito.

Qual dessas energias cromáticas das camisas do Tour de France que você mais se identifica? Deixe seu comentário, vamos fazer uma tabelinha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *